Orleans: um lugar para se tornar um “slow traveler”

Igreja e praça de Orleans

Ao programar uma viagem, você prefere conhecer o maior número de pontos turísticos possíveis ou é daqueles que prioriza a qualidade ao invés da quantidade?

Para muitas pessoas o que conta é o número de lugares a se visitar, nem que seja apenas para registrar uma foto. Já outras não abrem mão de vivenciar com calma cada destino visitado. E esta é a proposta do slow travel: fazer com que cada viagem seja mais do que apenas conhecer lugares, mas, sim, se conectar com cada destino, experimentar a culinária local, observar e até vivenciar um pouco da rotina dos nativos.

Resumindo: slow travel é a arte de viajar sem pressa!

Gostou da ideia? Então anote nossas dicas para se tornar um slow traveler:

– Abra mão de maratonas e priorize menos destinos;

– Fique pelo menos 3 noites no mesmo local;

– Diminua o ritmo e explore bem os arredores;

– Converse com nativos. Você vai perceber como essa é a melhor maneira de conhecer o lugar que está visitando.

Se você ainda não experimentou esse estilo de viagem, a cidade de Orleans, no sul de Santa Cataria, é o lugar perfeito para se tornar um slow traveler. Sabe por quê? A gente te conta:   

Hospedagem para toda a família

Orleans é a cidade do Real NOB Hotel, um lugar perfeito para receber toda a família e fazer com que todos se sintam em casa. O hotel conta com amplo estacionamento, café da manhã, sala de estar, academia, sala de jogos, salão de eventos, sala de reuniões, serviço de lavanderia e restaurante anexo. Um serviço completo para atender às necessidades dos visitantes, garantindo conforto e hospitalidade durante a viagem.

Pontos turísticos

A cidade de Orleans, bem como toda a região, é repleta de pontos turísticos que merecem uma visita sem pressa. Confira algumas sugestões para visitar enquanto se hospeda no Real NOB Hotel:

– Museu ao ar livre: no Museu ao Ar Livre Princesa Isabel, em Orleans, a apresentação do acervo se dá num ambiente natural e ecológico, destacando o modo de vida de uma comunidade, em uma determinada época, residência, igreja, moinhos, galpões e indústrias artesanais. No local, você terá a oportunidade de ver rodas d’água movidas à tração animal em perfeito funcionamento, moendo cana, mandioca e produzindo típicos produtos coloniais, do mesmo modo como era feito no final do século XIX. Alambique, olaria, serraria e cantina de vinho são outras atrações do lugar. Um passeio rico em cultura e história. Vá sem pressa!

– Igreja Matriz e Paredão do Zé Diabo: a Igreja Matriz de Orleans e as esculturas do Paredão do Zé Diabo são dois pontos turísticos da cidade que podem ser visitados na mesma oportunidade, pois estão próximos. O Paredão do Zé Diabo é considerado um dos pontos turísticos mais famosos de Orleans. A origem do nome se dá pelo autor da obra, José Fernandes, popularmente conhecido como Zé Diabo. O artista, em um trabalho de anos, entalhou cenas representativas de diversas passagens bíblicas em um paredão de pedra bruta, localizado às margens do Rio Tubarão. As esculturas ficam a aproximadamente 500 metros da Igreja Matriz de Orleans, que é dedicada a Santa Otília. A visitação é gratuita.

– Rota dos cânions: em Bom Jardim da Serra ficam os três cânions mais conhecidos do Estado – o da Ronda, o do Funil e o das Laranjeiras. As profundas crateras, que atingem até 1.000 m de profundidade, foram escavadas há milhões de anos pelas forças da natureza. Um verdadeiro espetáculo para ser apreciado com calma! A distância a partir do Real NOB Hotel é de 49 quilômetros e o trajeto é encantador.

– Morro da Igreja: a vista panorâmica do Morro da Igreja é uma das mais bonitas de Santa Catarina. São exatamente 1.822 metros de altitude, o terceiro cume mais alto do estado e leva o título de “O lugar mais frio do Brasil”. A visitação é gratuita, mas existe um limite diário para concessão das autorizações pelo ICMBio. Programe-se para curtir mais um espetáculo da natureza. São 89 quilômetros a partir do Real NOB Hotel.

– Parque Nacional São Joaquim: a região oferece uma paisagem magnífica e compreende uma parte alta, onde o acesso se dá pelos municípios de Urubici e Bom Jardim da Serra, além da parte baixa da Serra do Mar, abraçando os municípios de Orleans, Grão Pará e Lauro Müller. O objetivo do Parque Nacional é de conservar ecossistemas existentes e promover a educação ambiental, a pesquisa e a visitação pública. A vista do Morro da Igreja é justamente o Parque Nacional São Joaquim. Como ter pressa para apreciar tamanha beleza?

Gostou das nossas dicas para se tornar um slow traveler em Orleans? É a cidade perfeita para curtir esse tipo de viagem, não é mesmo? Venha sem pressa, vamos adorar receber você e sua família no Real NOB Hotel!

Real NOB Hotel – Amamos receber você!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Bem-Vindo(a)

Cadastre-se para ficar por dentro das novidades e receba o código promocional para efetuar a sua primeira reserva

10% Off para 1 diária
15% Off para 2 diárias ou mais

Real Nob Hotel, amamos receber você

* Válido para e-mails não cadastrados e para a primeira reserva com cupom por CPF. Não cumulativo