Santa Catarina não decepciona quando o assunto são as belas paisagens. E para conferir os cenários mais encantadores, que tal programar algo diferente? Já pensou em acampar?

Sem dúvidas, a principal vantagem de acampar é o contato direto com a natureza. Quem já é campista deve conhecer as sensações e o prazer de acompanhar o nascer ou o pôr do sol, ouvir o canto dos pássaros, dormir ao som de uma cachoeira ou de um rio vendo as estrelas no céu. Mas, se você ainda não se aventurou e se divertiu com uma barraca, prepare-se para viver momento únicos e inesquecíveis.

No inverno, a região mais procurada pelos turistas em Santa Catarina é a Serra. Com as temperaturas mais baixas, os cenários branquinhos encantam os visitantes de todos os cantos do país. E não é para menos: a Serra Catarinense é um dos poucos lugares do Brasil que registra neve praticamente todos os anos. Um verdadeiro espetáculo da natureza!

E por falar em espetáculo da natureza, hoje nós listamos os melhores lugares para acampar na Serra Catarinense. Vale reunir a família, os amigos, acampar com o seu amor ou até sozinho. Confira as nossas dicas:

 

– Camping Nossa Senhora das Graças

O lugar é simples, mas muito aconchegante. Oferece completa área de lazer e açude para pesca, além de ter fácil acesso aos pontos turísticos da cidade, como a Serra do Corvo Branco, o Morro da Igreja e a Cascata Véu de Noiva.

Cidade: Urubici.

Contato: (49) 99969-1442.

 

– Camping da Ronda

O camping é de fácil acesso e fica a poucos metros da Rodovia SC-390, no topo da Serra do Rio do Rastro. O local para instalar barracas é gramado e existem alguns pontos de energia. Ao lado da casa dos proprietários do camping há um barracão de madeira com banheiros e uma cozinha que pode ser utilizada pelos campistas.  

A grande vantagem desse camping é a proximidade com a borda do Cânion da Ronda, aproximadamente 500 metros. Em noites de lua cheia, por exemplo, é possível fazer uma caminhada pra contemplar o local.

Cidade: Bom Jardim da Serra.

Contato: (49) 99111-9808 ou (49) 99129-8227.

 

Vá preparado: tenha uma lista de tudo que é necessário levar

Acampar é tudo de bom, mas alguns itens são indispensáveis para um acampamento seguro. Além disso, se for acampar na Serra Catarinense, é importante ficar atento aos detalhes para não passar frio, afinal as temperaturas no inverno costumam ficar negativas e é crucial estar preparado para as condições climáticas da região.

Confira algumas dicas para não passar frio em um acampamento na Serra Catarinense:

 

– Escolha um bom local para montar a barraca: dê preferência a locais que receberão o sol da manhã. Isso vai ajudar a derreter o orvalho formado durante a noite, além de esquentar a tenda.

– Tente se proteger da chuva e do vento: a chuva e o vento podem produzir sensações térmicas bem mais baixas, portanto, tente se proteger desses eventos meteorológicos para não passar frio.

– Não durma diretamente sobre o solo: para não passar frio, é recomendável que coloque o saco de dormir térmico sobre uma esteira ou colchonete. Assim, você isolará o saco do terreno e manterá o calor. O isolante térmico irá evitar que o frio do chão transfira para o corpo e vai mantê-lo aquecido.

– Não use uma barraca muito grande: os compartimentos para dormir em uma barraca menor geralmente são mais fáceis de aquecer do que espaços amplos. Portanto, reduzir o tamanho da sua barraca significa minimizar a perda de calor.

– Utilize roupas térmicas: as roupas térmicas podem não ter a melhor aparência, mas um conjunto de leggins e uma blusa térmica de manga longa são uma necessidade absoluta se você estiver acampando no inverno na Serra Catarinense.

– Leve cobertores extras: no inverno catarinense, se tem algo que nunca é demais é um bom cobertor. Por precaução, sempre leve alguns cobertores extras, especialmente se você estiver indo com poucas pessoas. Cobertores térmicos espessos e felpudos podem fazer uma grande diferença em noites realmente frias.

Aqui você confere uma lista com dez dicas para não passar frio em um acampamento na Serra Catarinense.

 

Agora que você já sabe os melhores lugares para acampar na Serra Catarinense, é hora de embarcar em uma aventura inesquecível!

Maasss… se você é daqueles que prefere o conforto de um hotel com uma cama bem quentinha e aconchegante, principalmente no inverno, a melhor opção de hospedagem na região é o Real NOB Hotel, localizado na cidade de Orleans, aos pés da Serra do Rio do Rastro.

O Real NOB Hotel conta com 59 unidades habitacionais, possui amplo estacionamento, café da manhã, sala de estar, academia, sala de jogos, salão de eventos, sala de reuniões, serviço de lavanderia e restaurante anexo. Uma estrutura completa para receber você e sua família e fazer com que todos se sintam em casa na estação mais fria do ano.

 

Estamos esperando pela sua visita! Seguimos todas as medidas sanitárias recomendadas para receber você com o máximo de segurança!

 

Real NOB Hotel – Amamos receber você! 

 

Pretende fazer um tour de moto por Santa Catarina e quer dicas de lugares incríveis para conhecer durante o passeio? Embarque na nossa “garupa” e vamos nessa! Hoje preparamos uma lista com lugares únicos para você conhecer e nunca mais esquecer.  

O que não vai faltar nesta lista são lugares com natureza exuberante e de tirar o fôlego, afinal Santa Catarina é um estado privilegiado quando o assunto é beleza natural. São serras, praias, lagoas, cachoeiras e muito mais.  

E é subindo a Serra Catarinense que a nossa aventura começa. Sentir o ar puro e gelado do clima da região, apreciar as quedas d’água, grutas, trilhas e cânions não tem preço. Confira alguns lugares que não podem ficar de fora do seu passeio de moto pela Serra Catarinense:  

 

Serra do Corvo Branco: a serra liga Urubici a Grão Pará e conta com um visual impressionante, que começa na fenda que corta dois enormes paredões de pedra. A estrada é vertiginosa, revelando paisagens deslumbrantes. É importante redobrar a atenção, porque as curvas são fechadas e a estrada é estreita em muitos pontos. A vista compensa e a emoção de fazer o trajeto de moto é ainda maior! 

Serra do Rio do Rastro: conhecida também como Serra dos Doze, é um dos cartões postais do estado catarinense. São exatamente 284 curvas e 12 quilômetros de subida. Nos dias de céu claro, é possível avistar o mar a mais de 100 km de distância.  

Mirante da Serra do Rio do Rastro: o mirante é ponto obrigatório de parada para contemplar a vista espetacular da Serra do Rio do Rastro e de toda a planície litorânea. O local possui amplo estacionamento e infraestrutura com banheiros, locais com venda de comida e lembrancinhas.  

Parque Nacional São Joaquim: a região oferece uma paisagem magnífica e compreende uma parte alta, onde o acesso se dá pelos municípios de Urubici e Bom Jardim da Serra, além parte baixa da Serra do Mar, abraçando os municípios de Orleans, Grão Pará e Lauro Müller. O objetivo do Parque Nacional é de conservar ecossistemas existentes e promover a educação ambiental, a pesquisa e a visitação pública. A vista do Morro da Igreja é o Parque Nacional São Joaquim.  

Cachoeira do Avencal: é uma das maiores quedas d’água da região, com 100 metros de altura. Apreciar o cenário é realmente algo de tirar o fôlego. O local é utilizado para a prática de rapel, além da tirolesa de 200 metros que passa por cima da cachoeira. 

Cascata Véu de Noiva: a caminho do Morro da Igreja está mais um ponto turístico encantador. A Cascata Véu de Noiva conta com 62 metros de queda suave e o paredão, que fica branquinho com a água, lembra justamente um véu de noiva. No inverno, com as temperaturas negativas, a cachoeira chega a congelar. O local também oferece atrações como arvorismo, trilhas e tirolesa.  

 

Anotou as nossas dicas de lugares para conhecer na Serra Catarinense de moto? Não deixe de aproveitar as sensações incríveis que um passeio de moto em meio a natureza pode proporcionar. E, para fechar com chave de ouro, faça a reserva no melhor hotel da região!  

 

Localizado na cidade de Orleans, sul de Santa Catarina, o Real NOB Hotel é o ponto de partida e de descanso ideal para quem deseja se aventurar pela serra 

O Real NOB Hotel conta com 59 unidades habitacionais, possui amplo estacionamento, café da manhã, sala de estar, academia, sala de jogos, salão de eventos, sala de reuniões, serviço de lavanderia e restaurante anexo. Uma estrutura completa para receber você e seus amigos e fazer com que todos se sintam em casa durante a aventura por Santa Catarina!  

 

Estamos esperando pela sua visita! Estamos seguindo todas as medidas sanitárias recomendadas para receber você com o máximo de segurança! 

Faça a sua reserva!  

 

Real NOB Hotel – Amamos receber você! 

 

Surgido no final do século 19, o ciclismo é uma prática esportiva que vem ganhando cada vez mais adeptos, sendo um dos esportes mais praticados no Brasil atualmente. Por ser um esporte que permite um contato direto com a natureza, pedalar uma bicicleta é uma forma de desvendar belas paisagens em suas trilhas.

O ciclismo pode ser por pura diversão e aventura, como também é possível competir sob duas rodas. Existem muitas modalidades de competições de bicicleta, cada uma com suas singularidades e regras. Você já sabe quais são? Confira só:

– Ciclismo de estrada: é uma das modalidades mais praticadas, sendo que algumas das competições mais famosas desse esporte em todo o planeta são realizadas nesse estilo. Os campeonatos de estrada são disputados de maneira individual ou por equipe, sendo que existem dois estilos de competição, o de resistência e o de tempo. O ciclismo de estrada é praticado com as chamadas speeds, bicicletas que têm os pneus bastante finos e que são mais leves que as tradicionais, além de serem desenvolvidas com uma aerodinâmica que favorece o ganho de velocidade e estabilidade nas estradas.

– Montain Bike: praticar mountain bike é uma atividade indicada para quem tem espírito aventureiro, pois essa modalidade de ciclismo proporciona momentos de muita emoção e manobras arriscadas. Por ser disputado em uma pista de terra com subidas e descidas e, em alguns estilos, com obstáculos, esse tipo de ciclismo proporciona belas imagens e deixa os espectadores dos campeonatos encantados. A prática dessa modalidade demanda o uso de bicicletas resistentes e com os pneus mais largos, pois isso é crucial para que os atletas mantenham a estabilidade nos terrenos acidentados.

– BMX (BICICROSS): é uma das modalidades de ciclismo que mais exige habilidade por parte dos atletas. Esse tipo de ciclismo é praticado com bicicletas que têm pneus menores, geralmente com apenas 20 polegadas de diâmetro. O BMX é dividido em BMX Racing (corrida) e BMX Freestyle (manobras).

Anotou as modalidades? Seja por lazer ou competição, o ciclismo certamente é um esporte que proporciona inúmeros benefícios. Que tal aliar os benefícios do esporte e ainda curtir belas paisagens na Serra Catarinense?

As montanhas icônicas da Serra Catarinense inspiram e desafiam os pedalantes. Por isso, selecionamos alguns pontos turísticos para incluir na aventura sob duas rodas e tirar o fôlego dos atletas. Confira:

– Serra do Rio do Rastro: com 284 curvas e 12 quilômetros de subida, o caminho entre Lauro Muller e Bom Jardim da Serra é, sem dúvida, uma das mais belas estradas de montanha do Brasil. O trajeto, em meio aos incríveis cenários, encanta a todos que por ali passam.

– Morro da Igreja: em Urubici, o Morro da Igreja é o ponto mais alto do Sul do Brasil e um mirante único para a Pedra Furada e toda a Serra Geral. Apesar das montanhas, há vários trechos planos perfeitos para pedalar.

– Serra do Corvo Branco: a serra liga Urubici a Grão Pará e conta com um visual impressionante, que começa na fenda que corta dois enormes paredões de pedra. A estrada é vertiginosa, revelando paisagens deslumbrantes. É importante redobrar a atenção, porque as curvas são fechadas e a estrada é estreita em muitos pontos.

 

Descanse aos pés da Serra Catarinense

Localizado na cidade de Orleans, sul de Santa Catarina, o Real NOB Hotel é o ponto de partida e de descanso ideal para quem deseja se aventurar pela serra.

O Real NOB Hotel conta com 59 unidades habitacionais, possui amplo estacionamento, café da manhã, sala de estar, academia, sala de jogos, salão de eventos, sala de reuniões, serviço de lavanderia e restaurante anexo. Uma estrutura completa para receber você e seus amigos e fazer com que todos se sintam em casa durante a aventura por Santa Catarina!

Estamos esperando pela sua visita!

 

Real NOB Hotel – Amamos receber você!

Quando falamos em frio, logo pensamos em “subir a serra”, não é mesmo? No inverno, a Serra Catarinense costuma ser um dos destinos mais procurados pelos turistas do país todo. E você já sabe o motivo, né?

A Serra Catarinense é um dos poucos lugares no país onde NEVA praticamente todos os anos. Isso mesmo! As paisagens branquinhas são a grande atração da estação mais fria do ano.

Os lugares onde há maior probabilidade de nevar são as cidades mais altas, do planalto sul ao planalto norte de Santa Catarina. Se o seu objetivo é subir a serra e presenciar cenários incríveis e gelados, prepare um bom casaco e conheça as quatro cidades mais frias de Santa Catarina. Ah, existe até uma “briga” entre as cidades para definir qual leva o título de cidade mais fria do Brasil. Mas, independentemente do menor registro, o frio e os cenários gelados são garantidos em todas elas!

 

1 – Urubici

O município de Urubici está localizado a 950 metros de altitude e é muito conhecido por suas belezas naturais, como a Cachoeira do Avencal, o Morro do Campestre e a Cascata Véu de Noiva. A Cascata Véu de Noiva conta com 62 metros de queda suave e o paredão, que fica branquinho com a água, lembra justamente um véu de noiva e chega a congelar no inverno com as baixas temperaturas.

É em Urubici que está localizado o famoso Morro da Igreja, com 1.822 metros de altitude. É o ponto mais alto habitado do Sul do país e onde faz mais frio.

 

2 – São Joaquim

O município de São Joaquim está localizado no Planalto Serrano a 1.360 metros de altitude. No inverno seus termômetros podem marcar –10°C e até –15°. As cachoeiras ficam congeladas e os campos cobertos de neve. É o único lugar no país onde, invariavelmente, neva a cada inverno.

São Joaquim também é uma grande produtora de maçã e a colheita atrai milhares de turistas todos os anos.

 

3 – Urupema

Em Urupema a geada e a neve são garantidas pela cidade ter a maior altitude média do estado: 1.425 metros. O clima, a natureza preservada e a bela paisagem da região serrana atraem turistas durante todo o ano para essa pequena cidade de apenas 2,5 mil habitantes.

O Morro das Antenas, também conhecido por Morro das Torres, está localizado a 1.750 metros de altitude e é um dos pontos mais altos do sul do Brasil.

 

4 – Bom Jardim da Serra

Também considerada uma das cidades mais frias do Brasil, Bom Jardim da Serra se localiza a 1.245 metros de altitude e tem grande possibilidade de nevar durante o inverno. O município também conta com várias belezas naturais como o Cânion das Laranjeiras e o tão conhecido mirante da Serra do Rio do Rastro.

 

Cada uma das cidades da Serra Catarinense são cenários perfeitos para belas imagens e lembranças de momentos incríveis e gelados! Mesmo sem neve, a geada e o sincelo costumam garantir a diversão e o encanto dos turistas.

E sabe qual é a melhor parte? Todos ficam bem pertinho do Real NOB Hotel. Ou seja, você pode aproveitar todo o conforto do hotel e ainda dar aquele passeio pela Serra Catarinense.

O Real NOB Hotel está localizado na cidade de Orleans, aos pés da Serra do Rio do Rastro. É a opção perfeita para você aliar conforto e diversão no inverno em Santa Catarina!

Faça a sua reserva e venha aproveitar o frio catarinense! Estamos aguardando a sua visita!

 

Real NOB Hotel – Amamos receber você!

A Serra Catarinense é um lugar único e encantador em todas as estações. Mas, certamente, o local fica ainda mais interessante quando chega o inverno e as temperaturas caem. O frio é a grande atração na serra durante os meses de maio a setembro.

As paisagens branquinhas, geadas e a neve fazem da Serra Catarinense um dos destinos mais procurados pelos turistas durante o inverno. Por ser a região mais fria do Brasil, e uma das poucas regiões brasileiras onde neva quase todos os anos, visitar a serra é o programa perfeito para quem deseja se divertir com as temperaturas abaixo de zero.

Além disso, a natureza surpreende em cada canto da região. O trajeto, para quem viaja do litoral e sobe a serra, é um espetáculo à parte. A paisagem formada por florestas de araucárias, rios, cachoeiras, vales, campos de altitude e grandes cânions, é impressionante.

Os pontos turísticos da Serra Catarinense são de encher os olhos. E sabe qual é a melhor parte? Todos ficam bem pertinho do Real NOB Hotel. Ou seja, você pode aproveitar todo o conforto do hotel e ainda dar aquele passeio pela região.

Confira os principais locais para visitar na Serra Catarinense:

Serra do Rio do Rastro: conhecida também como Serra do Doze, é um dos cartões postais do estado catarinense. São exatamente 284 curvas e 12 quilômetros de subida. Nos dias de céu claro, é possível avistar o mar a mais de 100 km de distância. A Serra é indicada para a prática de trekking, rapel, canyoning, mountain bike, tirolesa e pesca esportiva da truta. Outra opção é fazer um passeio a cavalo pelos cânions.

Mirante da Serra do Rio do Rastro: o mirante é ponto obrigatório de parada para contemplar a vista espetacular da Serra do Rio do Rastro e de toda a planície litorânea. O local possui amplo estacionamento e infraestrutura com banheiros, locais com venda de comida e lembrancinhas.

Morro da Igreja: a vista panorâmica do Morro da Igreja é uma das mais bonitas de Santa Catarina. São exatamente 1.822 metros de altitude, está entre os três cumes mais altos do estado e leva o título de “O lugar mais frio do Brasil”. A visitação é gratuita, mas existe um limite diário para concessão das autorizações pelo ICMBio. Programe-se para curtir mais um espetáculo da natureza.

Cascata Véu de Noiva: a caminho do Morro da Igreja está mais um ponto turístico encantador. A Cascata Véu de Noiva conta com 62 metros de queda suave e o paredão, que fica branquinho com a água, lembra justamente um véu de noiva. No inverno, com as temperaturas negativas, a cachoeira chega a congelar. O local também oferece atrações como arvorismo, trilhas e tirolesa.

Cachoeira do Avencal: é uma das maiores quedas d’água da região, com 100 metros de altura. Apreciar o cenário é realmente algo de tirar o fôlego. O local é utilizado para a prática de rapel, além da tirolesa de 200 metros que passa por cima da cachoeira.

Parque Nacional São Joaquim: a região oferece uma paisagem magnífica e compreende uma parte alta, onde o acesso se dá pelos municípios de Urubici e Bom Jardim da Serra, além parte baixa da Serra do Mar, abraçando os municípios de Orleans, Grão Pará e Lauro Müller. O objetivo do Parque Nacional é de conservar ecossistemas existentes e promover a educação ambiental, a pesquisa e a visitação pública. A vista do Morro da Igreja é o Parque Nacional São Joaquim.

Villa Francioni: localizada em São Joaquim, a Villa Francioni é uma das vinícolas mais visitadas no estado, não apenas pelas belezas naturais da serra, mas por abrigar, também, uma bela Galeria de Arte. A Vinícola produz vinhos em três linhas de produtos: Aparados, Joaquim e VF, que resultam, por ano, em mais de 150 mil garrafas entre espumantes, vinhos brancos, tintos, roses, além dos vinhos de sobremesa.

Serra do Corvo Branco: a serra liga Urubici a Grão Pará e conta com um visual impressionante, que começa na fenda que corta dois enormes paredões de pedra. A estrada é vertiginosa, revelando paisagens deslumbrantes. É importante redobrar a atenção, porque as curvas são fechadas e a estrada é estreita em muitos pontos. A vista compensa!

Os atrativos turísticos da Serra Catarinense são incríveis, não é mesmo? Venha curtir tudo isso e muito mais! Faça a sua reserva no Real NOB Hotel! Estamos esperando pela sua visita!

Real NOB Hotel – Amamos receber você!